Pagar salários com dinheiro de donativos, “é normalíssimo”!…

Pagar salários com dinheiro de donativos, “é normalíssimo”!…

Foi exactamente à conta destas “normalidades” que deixei, há muitos anos, de dar fosse o que fosse, seja a quem for.

É que os nossos conceitos de normal, descoincidem por completo, lexical, gramatical e funcionalmente.


E o presidente da coisa, que acha o facto normalíssimo, deveria ser pendurado pelas patas, no largo do pelourinho mais próximo.

Eu acharia esse facto, esse sim, perfeitamente normal.

TEXTO PORTUGAL PRESENTE