A cigarra e a formiga

A cigarra e a formiga

Era uma vez uma floresta repleta de desigualdades sociais, em uma cultura consumista e opressiva. Neste lugar viviam muitos animais, dentre estes uma cigarra e uma formiga. A cigarra era um animal socialmente consciente que lutava pelos direitos dos bichos do mundo, enquanto a formiga era uma funcionária burguesa de classe-média conservadora reacionária.


Durante o verão, a cigarra gastava seu tempo compondo músicas contra a exploração do grande capital e a favor da construção de um mundo mais justo, escrevia artigos para a imprensa alternativa e era filiada ativa do partido socialista da floresta.

Morava em um loteamento próximo a toca da formiga onde passava a tarde tocando em seu violão e consumindo ervas naturais em sintonia com a natureza. Todos os dias ao fim da tarde a cigarrinha revolucionária via a formiga passar fatigada de um dia de trabalho retornando para sua toca.