OLHA QUEM ELA É!

OLHA QUEM ELA É!


Quem a ouve falar sobre a greve dos enfermeiros deduz que é uma ministra muito preocupada com os doentes e a sua sorte. E no entanto, Marta Temido, a ministra da saúde em entrevista recente à RTP e quando questionada a propósito dos erros médicos no SNS e de qual deve ser a reacção do Estado aos mesmos, declarou a dada altura, que “o que é necessário nessas situações é enterrar os mortos e tratar dos vivos”.

Refira-se que de janeiro a 22 de dezembro de 2017, o DIAP de Lisboa instaurou 60 inquéritos relativos a negligência médica. Em 2016 foram 55. Segundo a Procuradoria-Geral da República, apenas a procuradoria distrital de Lisboa faz o tratamento estatístico deste tipo de queixas. Estima-se que, todos os anos, o erro médico vitime 1300 a 2900 pessoas – mais do que os acidentes de carro. Com tantos mortos o que importa, de facto, para a ministra é que eles se enterrem. Deve ser por causa do cheiro que exalam!