O CR7 das finanças? Ou o CEPO das finanças?