Dei-me ao trabalho de ir ao arquivo dos Orçamentos do Estado dos...

Dei-me ao trabalho de ir ao arquivo dos Orçamentos do Estado dos últimos 20 anos.

E todos os ministros das Finanças – todos, sem excepção, do PS, do PSD ou do CDS – utilizaram a boa regra de comparar o orçamento do ano seguinte com a estimativa de execução do ano em curso. Aqui estão exemplos de anos aleatórios e ministérios aleatórios. Mas vão lá ver (www.dgo.pt) os outros. Andaram todos então a misturar “alhos com bugalhos” e nunca ninguém tinha reparado: FMI, CE, BCE, BdP, Parlamento, UTAO, CFP, INE, Eurostat, jornalistas… todos enganados durante tantos anos. Até este governo se enganou e apresentou o OE2016 com essa metodologia. Até, há poucas semanas, ter descoberto a luz smile emoticon:-) Mais logo argumentarei com substância, Paulo Baldaia