Bloco de Esquerda: a nova PIDE

Bloco de Esquerda: a nova PIDE

André Ventura, conhecido pelos tomates que tem depois de afirmar publicamente o que todos sabemos sobre a comunidade cigana, irá ser ouvido pelo Ministério Público – que abriu inquérito formal depois da queixa apresentada pelo BE no final de Julho.

Lembro que este é o mesmo partido que ofendeu toda a comunidade cristã – criando e divulgando cartazes a sugerir que Jesus tinha dois pais.

Esta circunstância só vem a evidenciar algo que já se sabia até dentro do próprio bloco (Além de Ana Drago https://www.publico.pt/2014/07/13/politica/noticia/ana-drago-sai-do-bloco-de-esquerda-1662730, também Deesy Pinto https://funchalnoticias.net/2016/05/30/militante-abandona-bloco-desiludida-democracia-interna-e-uma-miragem/). Isto é, que o Bloco de Esquerda luta pela liberdade de opinião, mas claro, se e só se essa opinião for a mesma que a do Bloco de Esquerda.


Todos sabemos que a maioria da comunidade cigana faz do RSI uma oportunidade de carreira. E acredito verdadeiramente que Catarina Martins seja demasiado ingénua para o perceber, ou não fosse ela quem diz preferir ser operada por um cirurgião feliz mas não testado (ver 6: http://www.esquerda.net/opiniao/6-razoes-para-acabar-de-vez-com-os-exames-do-basico/39848).

O melhor de tudo isto é a curiosa ironia de que, ao contrário de Catarina, a maioria (55.7%) dos militantes do BE de facto CONCORDA com André Ventura. Eu cá acho que Catarina deveria abrir uma queixa-crime contra a maioria dos seus militantes. Aliás, eu cá acho que Catarina deveria abrir uma queixa-crime contra si própria, porque a sua tentativa de censura é uma ofensa à democracia.

O Bloco, que diz querer ‘fazer a diferença’, a única diferença que não aceita é a intelectual.