A JUSTIÇA E COMO AS SERPENTES SÓ MORDE OS DESCALÇOS