AI CUSTA, CUSTA, COSTA, É DE CHORAR