Sobre o “encino” em Portugal…