O pagamento de fornecedores do estado, escolas e hospitais incluídos, bate recordes...

O pagamento de fornecedores do estado, escolas e hospitais incluídos, bate recordes de atrasos. Certamente que no próximo debate no parlamento, Antônio Costa não se esquecerá de agradecer a Passos Coelho o seu bom trabalho ao receber do seu amigo José Sócrates um défice de 11% e um país falido e resgatado pela Troika, e lhe ter entregue um país novamente soberano, capaz de se capitalizar nos mercados, a crescer e com um défice abaixo de 3%, para ele poder brincar à vontade e colher os louros dos pobres de espírito!