António Costa e e os seus “apaniguados” deviam seguir o exemplo. Já!